terça-feira, 3 de julho de 2007


descongelei. devorei ontem o que restava do meu petit saramago. por saramago amo portugal. amo como persuade as palavras a conviver, mesmo aquelas que por muito nutriram asco mútuo. amo seus habitantes sem nome. o cão das lágrimas, o velho da venda preta, a rapariga dos óculos escuros. amei no evangelho aquela maria que tinha vagina. em geral não amo os humanos tanto quanto devo, mas a humanidade nos saramagos me comove. amo como fedem, chupam e cagam, coisas que nem todos humanos de ficção fazem, e muitos humanos de carne e osso fingem não fazer.

ok, e agora? o que vou ler?

2 comentários:

eu: disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adri Martins disse...

Invadi seu blog depois de conhecer o blog do Telli. Descobri que temos algumas coisas em comum, entre elas o "Saramago" e seu Ensaio sobre a Cegueira, ele também está congelado do lado da minha cama. Mas depois de ler seu post me senti encorajada, vou terminar o que comecei.
Bjus ADRI.