terça-feira, 1 de março de 2011

Uma outra mobilidade é possível?








Cartazes do movimento pró-ciclismo Massa Crítica/Critical Mass no Brasil, nos EUA, na Nova Zelândia, na Espanha...



E a Massa Crítica é esmagada pela violência, intolerância, indecência... nas ruas de Porto Alegre.


Percebam que antes de começar a atropelar, o Golf (que estava parado) faz ameaça de que vai acelerar. Um ciclista bem perto do carro, de roupa vermelha, percebe e sai da frente assustado. E aí começa o strike.



(Este vídeo postado no Youtube por 'praqmelissa' me pareceu uma versão curtinha e mais bem contextualizada, mas tem filmagens mais completas no site. Não reparem na tradução. O sobrenome do atropelador é Neis, e não Neif.)



Será que este movimento, tão positivo e necessário na atualidade, já sofreu atropelamentos assim em outros países? Aceito updates dos (2 ou 3) amigos leitores desse bloguinho.



Meu consolo é que o MP/RS pediu prisão preventiva do criminoso, por tentativa de homicídio qualificada. Clamamos por Justiça.



A justificativa dele:





DEPOIS que ele atropelou, TALVEZ fosse linchado mesmo. Então esta justificativa - com muita, muita tolerância de nossa parte - pode até ser entendida para a FUGA. Mas, para o atropelamento em massa e proposital não existe explicação.

Para uma leitura mais ligada na lei: Soberbas Amenidades

HOJE:


" O grupo Massa Crítica de Porto Alegre realiza nesta terça-feira (01), a partir das 18h30min, um protesto contra a violência do trânsito. Ciclistas e apoiadores reúnem-se no Largo Zumbi dos Palmares. O protesto é um ato de solidariedade ao grupo de ciclistas atropelado na última sexta-feira (25), na Cidade Baixa, na capital gaúcha" (EcoAgência notícias ambientais).


.





3 comentários:

Grá Esteves disse...

O que eu achei bacana é que o protesto não é de um grupo de ciclistas CONTRA os motoristas. Eles buscam uma cidade mais unida e reivindicam uma sociedade com as ruas livres de violência de qualquer tipo! Apoiados!

Michele disse...

Ju, eu faço parte do grupo de discussão do Massa Crítica de POA e da Viaclico aqui em Floripa. Pelo que li, ouve, sim, alguns tapas e socos no carro do motorista.
Veja bem, tapas e socos. E isso porque ele estava avançando contra os ciclistas já algumas quadras antes do ocorrido. Ou seja, ele provocou os ciclistas e até bateu em alguns de leve antes que eles ficassem com raiva e dessem alguns tapas e socos no carro. Mas só isso. Nada mais.
Não houve quebra de vidro ou coisas do gênero.
O que levou a ele a essa barbárie foi a ignorância de que os motoristas são "atacados" quando entram em seus carros.
Lembrei disso quando vi o vídeo dos ciclistas:
http://www.youtube.com/watch?v=RMZ3bsrtJZ0

Beijos

Anônimo disse...

Olha Ju, aqui em Montréal eu nunca ouvi falar de movimentos como esse, até porque não precisa. As bicicletas são mega respeitadas e bastou a neve começar a derreter pra gente ver as ruas "encolherem" e abrir espaço para as pistas "cicláveis" (pistes cyclables, em francês. Não sei nem se isso tem tradução pro português!).
Isso sem contar que em muitas ruas, nos bairros mais residenciais, a pista da bicicleta É a rua. Tá desenhado na rua o trajeto da bicicleta e os carros precisam respeitá-las, ultrapassando-as SE e QUANDO for possível. Mando um link pra uma foto que achei no google: http://www.flickr.com/photos/smurfmatic/2617980798/
Mais ainda, aqui bicicleta é transporte público! Chama-se bixi e tem estações por praticamente toda a cidade. Você se inscreve, paga uma anuidade e recebe pelo correio uma chave que parece um pen drive. Chega numa estação (em praticamente todas as estações mais movimentadas de metrô tem uma), escolhe uma bicicleta (todas com 3 marchas!), insere a chavinha no console onde a bicicleta fica presa e ela fica liberada pra você se deslocar até a próxima estação, que fique mais próxima do seu ponto de chegada. Eu usei praticamente todo o verão, de maio a outubro. É excelente!!!!
Segue o link:
http://www.bixi.com/accueil

Bisousss. Ilamaria!