sábado, 30 de abril de 2011

Feminismo pra quê?



[Se este carro fosse uma mulher teria o bumbum beliscado (Fiat)/ Se esta mulher fosse um carro, ela lhe atropelaria (anônima/todas nós?)]


Neste humilde post vou tentar explicar a razão pela qual o Feminismo existe, e pq eu sou feminista.

O que eu escuto no background qd me dizem que o feminismo não tem validade:

"Sensible and responsible women do not want to vote. The relative positions to be assumed by man and woman in the working out of our civilization were assigned long ago by a higher intelligence than ours". ~Grover Cleveland, 1905

"I listen to feminists and all these radical gals - most of them are failures. They've blown it. Some of them have been married, but they married some Casper Milquetoast who asked permission to go to the bathroom. These women just need a man in the house. That's all they need. Most of the feminists need a man to tell them what time of day it is and to lead them home. And they blew it and they're mad at all men. Feminists hate men. They're sexist. They hate men - that's their problem". ~Jerry Falwell

"[Feminism is] a socialist, anti-family, political movement that encourages women to leave their husbands, kill their children, practice witchcraft, destroy capitalism and become lesbians." ~Pat Robertson

"Give a woman a job and she grows balls". ~Jack Gelber

"A vingar esse conjunto de regras diabólicas, a família estará em perigo (..) Ora, a desgraça humana começou no Éden: por causa da mulher. Todos nós sabemos, mas também em virtude da ingenuidade, da tolice e da fragilidade emocional do homem" ~Juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, sobre a lei Maria da Penha

"El feminismo en su forma leve es un severo trastorno narcisista y egocéntrico de la personalidad. Es vaginismo mental, generocentrismo, agresión, genocidio, histerismo, odio a la raza humana y a la naturaleza. (...)Hay quien podría hablar mucho sobre como se han convertido durante 40 años de dictadura feminista a jovencitas cariñosas y pacíficas en hienas sarnosas y agresoras a las que les sale espuma por la boca. En cómo se les ha lavado el cerebro y en como se les intenta lavar. Tampoco en esto tenemos nada que ver los hombres porque es obvio que nos gustan femeninas, dulces, princesitas, entregadas y vestidas de mujer".~blog revolución antifeminista

"Sou antifeminista. Vou ficar no pé dela para ser fiel. Acho que mulher tem que saber o que tem para o almoço e, mesmo cansada, ir jantar com o cara. Em troca, eles levam o carro para consertar."~Débora -gênio-Secco dando conselho pra amiga Juliana Paes

"Deus preparou o homem para estar com o leme na mão. Porque ele é mais forte, tem raciocínio mais frio. A mulher tem mais capacidade de olhar em volta, ver o todo e desenvolver a sensibilidade para aconselhar. A mulher pode dirigir tudo, mas o lugar dela não é com o leme.”~Maria Mariana

No entanto, eu sei que a esmagadora maioria das pessoas que diminuem o feminismo não são ideologicamente, e de fato, anti-feministas. Elas apenas desconhecem o que é o movimento, ou o que ele busca, ou o que ele já conseguiu. Elas apenas reproduzem discursos que ficam numa camada superficial da realidade delas. Não é por maldade, só não pensaram muito nas ramificações do assunto. Muitas delas são como eu, que tive que ler e refletir bastante para chegar à conclusão de que SIM, sou feminista. SIM, o feminismo é não somente válido como necessário. Oxalá não o fosse.



Na verdade, não existe apenas Um feminismo. São muitos. Assim como são muitos os pensamentos e as pessoas. O meu, por enquanto, é esse:

"Feminism is a belief that although women and men are inherently of equal worth, most societies privilege men as a group. As a result, social movements are necessary to achieve political equality between women and men, with the understanding that gender always intersects with other social hierarchies". --Estelle Freedman

"Feminismo é uma crença de que apesar de homens e mulheres terem inerentemente o mesmo valor, a maioria das sociedades privilegia os homens como grupo. Como resultado, movimentos sociais são necessários para conquistar igualdade política entre homens e mulheres, com o entendimento de que gênero sempre se relaciona com outras hierarquias sociais." (tradução pessoal)

Só isso. Temos todos o mesmo valor, e enquanto as sociedades não pensarem e não agirem conforme esta premissa, o movimento feminista vai continuar trabalhando.



Enquanto as mulheres continuarem recebendo menor remuneração pelos mesmos trabalhos, enquanto elas temerem andar sozinhas a noite, enquanto o estupro não for criminalizado em todos países, enquanto mulheres continuarem sendo apedrejadas por adultério ou estupro, ou esterilizadas pelo estado sem seu consentimento, enquanto meninas continuarem sendo mutiladas, e esposas espancadas... o feminismo precisará existir, precisará insistir.



O q eu tenho a dizer para o Movimento feminista?

Obrigada, mulheres e homens que lutaram, sofreram e às vezes até morreram para que eu pudesse: ler e estudar; exercer uma profissão outra que mãe, prostituta, ou religiosa; escolher se e com quem quero casar; se casada, manter o meu nome; me divorciar, podendo ficar com a minha parte dos bens e sem perder o direito aos filhos; votar; usar contraceptivo; se sofrer violência doméstica, ter o agressor removido da minha casa e preso; se for estuprada não precisar provar que sou casta, ou ter testemunhas, para que o estuprador seja condenado; não ser esterilizada contra a minha vontade; não ter que aguentar em silêncio se assediada pelo chefe; se ficar viúva, não precisar viver de pensão do estado ou mendicância... e tantos outros direitos que tenho hoje. Não posso me esquecer que cada um desses direitos foi conquistado pelo suor, pela palavra, pelo grito. Não posso me esquecer que MUITAS mulheres, no mundo todo, não gozam desses mesmos direitos.

E é principalmente por elas que eu me sinto no dever de ser feminista.

Imagens 'emprestadas' do Sociological Images

6 comentários:

Anônimo disse...

"Na verdade, não existe apenas Um feminismo. São muitos. Assim como são muitos os pensamentos e as pessoas."
Esse trecho do teu texto é fundamental. E enquanto quem se diz anti-feminista não entender isso e continuar escolhendo tapar o sol com a peneira por discordar de uma feminista A ou de um feminista B, ainda mais urgente será a necessidade de nós, feministas/os assumidas e convictas, porém jamais "massa de manobra" continuarmos a nossa luta - tímida, é verdade, perto de tantos que, como tu disse perderam até a vida nessa mesma luta. Luta esta não apenas pela compreensão de que "Feminismo é a radical certeza de que mulheres são pessoas" [Cheris Kramarae and Paula Treichler], mas principalmente para que as pessoas compreendam a urgência e a necessidades do movimento feminista. Até com suas falhas, deficiências e erros. Todos estes necessários para o alcance de suas fundamentais conquistas, acertos e melhorias para a qualidade de vida, não só das mulheres mas de todo ser humano.

Vamo que vamo, Ju! Força na peruca que a gente não pode deixar a peteca cair!

Beijo, te amo, tamo junto!
Ila.

Grá Esteves disse...

é isso!
bom post... sentia falta deles.
beijo

olga disse...

Adorei, Ju.

Entre ser conformista ou feminista, tb opto pelo segundo!
bjo ;)

Liliane disse...

Olá,
Linkei teu post no perfil do facebook do coletivo feminista do qual participo.
Gostei muito do teu texto, lúcido e necessário. Há tempos que não vinha aqui apesar de ter teu blog nos meus favoritos. Que surpresa boa foi achar esse texto aqui!

Alexandra disse...

Sou definitivamente feminista confessa. Pelos motivos citados. Ótimo post.

Tatash disse...

Sou totalmente feminista também!


Se gostar siga e ajude o meu blog a crescer :D http://tatashhormain.blogspot.com/