domingo, 8 de março de 2009

dia internacional da mulher?


como todos vcs devem saber, uma menina de 9 anos foi estuprada pelo padrasto em PE, e ficou grávida de gêmeos.

quando a mãe soube (não sei como ela não notou o abuso antes, mas, enfim, quem sou eu para julgá-la?), solicitou que os médicos da menina interrompessem a gravidez.

ao saber do caso, o bispo católico Dom Cardoso Sobrinho tentou impedir que o aborto fosse realizado, pois

"Devemos salvar vidas".


concordo com ele, devemos salvar vidas.

agora, como se salva vidas quando uma menina de nove anos, 1,37m de altura e 33kg de peso fica grávida de gêmeos?

a minha resposta, e a dos médicos, é: interrompendo a gravidez. é esse o único modo de salvar 1 vida.

quem é bem informado sabe muito bem q gravidez de gêmeos é de risco, tanto para a mãe quanto para os fetos. e q gravidez aos 9 anos é de risco, tanto para a mãe-criança quanto para o(s) feto(s).

me parece absurdo q alguém pense q a vida dessa menina valha menos q a dos dois fetos, ou q ela deva ser uma mártir a morrer para q os dois talvez nasçam e talvez sobrevivam.

a família e os médicos foram adiante em sua decisão, e interromperam a gravidez. os dois fetos obviamente morreram, mas a menina sobreviveu e passa bem.

até aí tudo faz sentido (guardada as devidas proporções dessa tragédia), a família e os médicos cumpriram seu papel dentro da lei, e até o bispo cumpriu o papel dele, transmitindo a mensagem pró-vida q lhe cabia.

poderia ficar por aí. era péssimo, mas era o menos pior.

então a igreja católica excomungou a mãe da menina e a equipe médica q realizou o aborto.

sobre o assunto, o padre doutor Vicente Ferreira Lima, presidente do Tribunal Eclesiástico de Divinópolis, Minas Gerais, disse q o Código de Direito Canônico não deixa dúvidas: quem provoca aborto sofre excomunhão automática.

para quem não sabe, a pessoa excomungada pode continuar frequentando a igreja, desde q não participe de nenhum sacramento, ou seja: não tome comunhão (sacramento máximo para os católicos), não receba crisma, não case...

abre[

q lindo. eles podem ainda frequentar a igreja. como a igreja é boazinha, né? aposto q eles devem estar aliviados por poder frequentá-la.

fecha]

nessa história toda a frase q eu mais gostei disse a diretora do centro médico envolvido, Fátima Maia:

" Graças a Deus estou no rol dos excomungados".


pq eu tô dizendo isso tudo hj, dia internacional da mulher?


pq enquanto houver meninas de 9 anos estupradas, é preciso continuar lutando pelo direito da mulher.

enquanto houver alguém impondo o q uma mulher deve fazer com o seu corpo, como se ele não a pertencesse, é preciso continuar lutando pelo direito da mulher.

enquanto princípios religiosos, quaisquer q sejam, valham mais do q a vida de uma mulher, é preciso continuar lutando pelo direito da mulher.

enfim, enquanto ainda precisarmos de um dia da mulher,
de campanhas contra estupro, contra violência doméstica, contra desigualdade de salários, é preciso continuar lutando pelo direito da mulher.

me chamem de ingênua, feminista, chata, repetitiva, me chamem do q quiserem, mas enquanto houver soutiens a serem queimados, q continuemos os queimando, em praça pública, nas nossas casas, nos nossos blogs, na educação dos nossos filhos e filhas.

precisamos parar de criar e educar pequenos machistinhas, precisamos nos livrar de pensamentos, hábitos e ações q perpetuam o desrespeito pela mulher.

ainda há muito a fazer. e enquanto houver eu vou falar disto.

eu sei q já postei este vídeo, mas ainda acho ele o máximo.




ps: and this is what a feminist looks like:




=^.^= =^.^=

4 comentários:

Ana Corina disse...

Oi minha amiga linda, postei sobre o assunto tbém e desta vez nos dois blogs porque 'mãe de cachorro' é, antes de mais é mulher. No de gente, botei um texto do meu [nosso] adorado Saramago. Mas agora vou correr nos dois e fazer um link pro teu também. LOVE & MISS YOU, xuxu.

Ila disse...

Ju, também tentei falar o que penso lá no meu blog. Acho que fui mais comedida, mas é que realmente estou mais preoucupada com a menina do que com a imprensa ou com a Igreja. Qq hora passa lá.

Beijo!

Grá Esteves disse...

Aham, saudade mesmo. Puxa a orelha do Telli e pede pra ele fazer nosso gatinho... Em abril iremos pra Floripa!!! Beijo grandão.

Mariana SCHMITZ disse...

Olha, a Ila me disse para passar aqui e ler esse teu post. Muito tempo depois, resolvi finalmente colocar lenha na fogueira desta polêmica (antes tarde do que nunca)!
Se ainda estiver pensando nesse assunto, passa la, ok?
A porta ta sempre aberta!
Tudo de bom pra ti!